Rádio Som de Deus



Lançado em: 07-03-2019

Tudo posso n’Aquele que me fortalece!

Meus queridos irmãos e irmãs, estamos celebrando o primeiro domingo da Quaresma. Esse Tempo Litúrgico, iniciado com a imposição das cinzas em nossas frontes, na chamada quarta-feira de cinzas é um convite para renovarmos a conversão, que é diária, e também é uma preparação para bem celebrarmos a Páscoa do Senhor.

Atualmente, a nossa sociedade está sendo conduzida a viver as brechas das atitudes éticas e morais em detrimento de sentimentos como, por exemplo, o prazer e a adrenalina. Comumente, encontramos frases como “hoje, pode”, “só hoje, vai lá”, “o que é que tem? É uma vez na vida”. Em nome disso, facilmente, encontramos pessoas angustiadas e famílias dilaceradas, pois, não fomos capazes de vencer as tentações que o mundo e as pessoas nos oferecem.

A liturgia da Palavra de hoje nos mostra que as tentações sempre aparecerão em nossas vidas. Contudo, se estamos na presença de Deus, conseguiremos vencê-las, para, assim, manter a nossa relação de fé com Ele inabalada.

Na primeira leitura, extraída do livro do Deuteronômio (Dt 26,4-10), é-nos apresentada a profissão de fé do Israelita. Moisés fala à comunidade a respeito do Deus que os livrou da opressão e pobreza no Egito, introduzindo-os na Terra Prometida. Essa memória da libertação deverá ser proclamada à medida que o povo traz os primeiros frutos da terra que o Senhor lhes concedeu. Além disso, a oferta do povo deve estar acompanhada da adoração a Deus.

Na segunda leitura, extraída do livro da carta de São Paulo aos Romanos (Rm 10,8-13), é-nos apresentada a profissão de fé do cristão. Paulo exorta à comunidade que a fé agora professada supera à profissão de fé dos israelitas. Se a profissão de fé dos israelitas era construída pela libertação da escravidão do Egito e a entrega da Terra prometida, a profissão de fé cristã, por sua vez, acrescenta que além de ter libertado os antepassados do Egito, “[cremos] que Deus ressuscitou [Jesus] dos mortos” (v.9). Está fé não se proclama da boca para fora, pelo contrário, ela deve vir do coração, do mais íntimo do sentir e pensar, da totalidade da pessoa (v.9).

No evangelho, extraído do evangelista São Lucas (Lc 4,1-13), encontramos a narração da resistência de Jesus à tentação do diabo. Jesus permanece no deserto quarenta dias, sendo tentado pelo diabo, porém guiado pelo Espírito. Nessa passagem, Jesus revive toda a história do povo de Israel. Conheceu a tentação da fome, mas recordou o ensinamento de Deus “não só de pão vive o homem”. Conheceu a tentação do bezerro de ouro, ou seja, de adorar um falso deus, mas respondeu, com a Palavra de Deus “só a Deus adorarás”. Conheceu a tentação de mudar os planos de Deus, mas lembrou-se “não tentarás o Senhor teu Deus”. No deserto, o povo de Israel foi tentado e colocaram Deus à prova (cf. Sl 95,9), por sua vez, Jesus não tentou a Deus, mas sendo fiel a Ele, venceu o tentador.

A Liturgia da Palavra nos mostra que com Deus podemos vencer todas as tentações que a vida nos apresenta. Ele nos ama, quer o nosso bem, permanece conosco. Recordando todo o Seu carinho para conosco, somos convidados a oferecer-Lhe, como retribuição, aquilo que é mais precioso para nós: a vida. Precisamos ser o sinal, com a nossa vida, de Sua presença no mundo (primeira leitura). Por sua vez, essa expressão de fé não pode ser vazia. Ela tem que brotar do fundo do nosso coração e ser aplicada na nossa vida diária (segunda leitura). O próprio Jesus nos dá o exemplo. Guiados pelo Espírito de Deus, ou seja, fincados em Sua presença, conseguiremos vencer as tentações dessa vida (evangelho).

Portanto, as tentações sempre existiram e continuarão a existir. Cabe a nós vencê-las não sozinhos, mas sim, auxiliados pela força de Deus.

Concede-nos, ó Deus, a graça de progredir no conhecimento de Tua palavra, para que possamos corresponder com amor a uma vida santa e, em nossas dores, ó Senhor, permanecei junto de nós.

Autoria: seminarista Ícaro Marcos Soledade Oliveira

Revisão Ortográfica: Nelmira Moreira




5 Últimos Lançamentos

Ama teu próximo como a ti mesmo! - 13-07-2019


As colunas da Igreja: São Pedro e São Paulo - 28-06-2019


VIDA É MISSÃO! - 21-06-2019


A Trindade Santa - 14-06-2019


​​​​​​​Alegrai-vos! Desce sobre vós o Paráclito! - 08-06-2019


Rádio Som de Deus
Uma grande expressão de fé e louvor do povo de Deus da Arquidiocese de Feira de Santana-BA.
Copyright © 2016 - Rádio Som de Deus
Todos os direitos reservados